quinta-feira, 21 de julho de 2011

Eu posso até passar o dia feliz, sorrindo e conversando. Mas é de noite, no silêncio do meu quarto que eu sei o quanto sua ausência me dói. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário